A Boo e a Malu

Quando eu estava grávida ouvi incontáveis vezes a mesma pergunta: o que você vai fazer com sua cachorrinha? No final eu respondia: salsicha! E exibia um risinho amarelo.

A Boo está conosco há dois anos, quando a Malu nasceu ela já tinha um aninho. Sofreu muito, minha cachorrinha, com a chegada de mais um humano na nossa casa. Se sentiu sozinha e preterida,  que eu acho que é normal os irmãos mais velhos sentirem. A vida muda pra eles também.

img_2369

Virou a cara pra mim, sua mamãe que antes era só “sua”. Mas crianças são encantadoras, e aos poucos Malu seduziu a Boo também. Tenho certeza que serão sempre grandes amigas e parceiras.

Até hoje eu não entendo o motivo de tantas dúvidas sobre qual seria o destino da nossa filha de pelo. Ela nunca fez mal nenhum a Malu! Nunca avançou, nunca mordeu e sequer rosnou pra ela. Mesmo quando eu não tinha tempo nem pra fazer um carinho na Boo, ela sempre esteve lá ao meu lado, deitadinha aos meus pés. Cachorros, assim como crianças, são seres de sinceridade. Só querem se sentir cuidados e amados, sem pedir nada em troca. Mudam nossa rotina, tomam nosso tempo, dão trabalho e precisam de atenção e muito carinho, mas a vida fica muito feliz perto deles.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s