Congelando o amor

Por várias vezes já comentei com meu marido meu desejo de “engarrafar” momentos que vivemos com a Malu. Aquela pequena mão quentinha no meu rosto, a gargalhada sem motivo, os bracinhos levantados quando corre na minha direção. O cheiro, o hálito, o calor… Sei que tudo é fase. É preciso que uma acabe para uma nova começar. Mas seria maravilhoso poder revisitar alguns desses momentos. A alegria de viver o amor que sinto pela minha filha não pode ser descrito nem pelas mais belas palavras e tampouco comparado a mais linda melodia. E também, infelizmente, não pode ser engarrafado. Mas a fotografia tem o poder de congelar esses momentos, e de certa forma, sempre me permite uma nova experiência sensorial com os momentos já vividos. Tenho milhares de foto da Malu, mas poucas fotos nossas juntas, menos ainda fotos espontâneas (minhas preferidas). Obrigada, @pim_felipe por colocar na garrafa esse momento. Sempre me trará uma doce lembrança e um largo sorriso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s