Traslado Salvador Morro de São Paulo – Bahia – Brasil :)

Como já disse aqui Morro de São Paulo é um lugar lindo! Cheio de sorrisos e alegrias, mas chegar lá não é tão simples assim, já que é uma ilha onde só pousam aviões de pequeno porte.

Fomos de Catamarã. Chegamos cedo ao porto, em frente ao Mercado Modelo e compramos a passagem na hora e embarcamos em seguida. Antes de embarcar tomei remédio para evitar o enjoo, fiquei com medo de passar mal, mas a viagem foi super tranquila. Estava bem calor, o barco é simples, mas chegamos bem.

Compramos o bilhete de volta no mesmo dia em que chegamos, pra garantir que não teríamos problema. Fomos informados de que os barcos estavam cheios já para a semana seguinte por conta do feriado.

Existem 4 maneiras de chegar na ilha: Catamarã, lancha rápida (que não é nada rápida) e Coné-xição, como dizem os bahianos e aéreo.

O catamarã é operado por duas empresas: Ilha Bella Turismo e Biotur. Fomos de Biotur e voltamos de Ilha Bella. A embarcação da Biotur foi mais estável e balançou pouco, até dei um cochilinho. Tirando o calor, foi tudo tranquilo. Chegamos felizes e contentes e cheios de expectativas pela nossa permanência da ilha, que foi uma delícia.

11160189_10205572845352808_657277467_n

A volta fizemos de Ilha Bella, o barco balançava bastante, e olha que, segundo as pessoas que entendem do mar, ele estava calmo. Tomei o remedinho novamente, senti muito calor e um cheiro muito forte de diesel, mas me sentei na popa do barco e fui curtindo um ventinho e um sal na cara…rs. Chegamos bem em Salvador.

Sobre a lancha rápida: ela faz o percurso no mesmo espaço de tempo que o Catamarã. 2h, 2h e 15min. Cabem aproximadamente 25 pessoas, contando a parte de dentro e de fora da lancha. Segundo relatos de pessoas que conhecemos na ilha e que lá chegaram de lancha, quem vai dentro morre de calor e enjoo e quem vai fora chega todo molhado e muito enjoado…rs. Antes de comprar nossos bilhetes, e de ouvir essas histórias, já tínhamos decidido pelo catamarã. Por ser uma embarcação maior, imaginamos que a estabilidade seria maior também.

São 5 opções de horário de saída de Salvador, tanto para catamarã quanto para lancha, variando das 8h 30 às 15h.

Na conexão você pega uma embarcação de 15 a 20min. até Atracadouro. De lá tem uma Van que leva até a Ilha de Itaparica, em uma média de 2h 30min. e depois você embarca no Ferry Boat ou lancha até Salvador, em torno de 35 minutos. Pra quem enjoa muito, muito, muito mesmo acaba sendo uma opção para evitar o mal estar do barco, mas é bem mais trabalhoso e demorado. Você pode sair direto do aeroporto, do porto marítimo e até mesmo do hotel, caso você esteja na Orla Marítima de Salvador.

Para informações mais completas, clique aqui.

O aéreo é bem rapidinho, mas a opção mais cara também. Apenas uma empresa faz esse percurso e você sai direto do aeroporto, claro. O tempo de viagem é de aproximadamente 25 minutos. São dois horários de saída para Morro, e dois de retorno para Salvador. Custa em média R$ 380 pilinhas, e funciona somente com reserva antecipada.

11195290_10205572845432810_1795139934_n 11173642_10205572852192979_1880846438_n

Agora nossa neném tem nome…

Gerar um filho é uma coisa linda. Cheio de descobertas e alegrias. Mas é também uma responsabilidade enoooorme.

A gente passa a ter de cuidar da gente por dois. Já que nesse período tudo reflete no bebê. Cuidado redobrado com a alimentação, com as atividades e tudo mais.

Essa responsabilidade só cresce com o nascimento. E a escolha do nome da criaturinha é uma delas.

O nome é uma coisa que levamos pela vida toda, por onde e para onde formos. Então tentamos pensar em tudo que nossa pequenina viveria, e evitar alguma situações desnecessárias para ela, como um nome que vire piada, ou uma cacofonia.

Foi muito, muito, muito difícil escolher, afinal são tantos nominho fofos.

Eu sempre gostei de nome pequenos, com poucas letras. E queria muito Alice. Mas acabamos desistindo. Aí veio a Beatriz, que é um nome lindo, com uma música mais linda ainda (sim, adoro músicas de nome, apesar de ter passado a vida inteira ouvindo Camila-haaaa..rs), mas também não consegui me apaixonar.

Então decidimos fazer uma homenagem.

Uma homenagem às duas avós: Magda Maria e Maria da Soledade (in memorian), e a tia avó: Tia Luizinha, que na verdade se chama Josefa, mas isso é uma outra história….rs

Assim, em meados de agosto chegará para nos deixar ainda mais felizes a nossa Maria Luísa, que certamente já nascerá Malu! Rs

Desde o primeiro minuto que soubemos de sua existência desejamos que ela venha com muita, muita saúde!

#vemnenem #vemmalu

E tem direito até a musiquinha do Tom Jobim

Não é fofinha? ❤